WI-FI LIBERATOR TOOLKIT

Jonah Brucker-Cohen

Wi-Fi Liberator é uma ferramenta de código-aberto para notebooks que habilita seus usuários a liberarem redes sem fio pagas, criando, assim, um ponto gratuito para que qualquer um possa se conectar à internet.  Essa ferramenta propõe desafiar corporações existentes e redes sem fios privadas e bloqueadas, a fim de encorajar a proliferação de redes gratuitas e a conectividade ao redor do planeta. Wi-Fi Liberator examina criticamente as tensões entre provedores que tentam lucrar com os custos cada vez mais baixos associados à instalação de uma rede pública e os usuários casuais que, simplesmente, querem ver a internet ser transformada em outra “utilidade pública”, tornando-se tão ubíqua e gratuita como o ar que respiramos.  Miramos as redes sem fio pagas, em aeroportos, terminais públicos, hotéis, cyber cafés e outros pontos públicos de espera. A distribuição de Código Aberto visa alcançar taxas de uso e penetração elevadas.

Apesar do advento de redes sem fio gratuitas e abertas tornadas acessíveis pelos grupos comunitários nos parques e em outros centros urbanos, ainda há uma restrição monetária em muitas das redes que existem em edifícios e estabelecimentos comunitários, como aeroportos, estações de trem, restaurantes e outras áreas públicas. A maior parte dessas redes fechadas vendem a promessa de “conveniência” do uso da internet em um momento de espera, mas, quase sempre, restringindo o acesso por tempo a partir do valor pago.

Sistema

projeto inclui um componente de hardware e um de software. O componente de hardware é constituído por produtos disponíveis no mercado: um cartão sem fio USB e qualquer notebook com rede sem fio instalada. A máquina Liberator deve ter duas interfaces sem fio. O componente de software é constituído por um aplicativo chamado Liberator, disponível para download e que pode ser executado no Mac OSX. O software é baseado em um Ping Tunnel, um softwarelivre desenvolvido por Daniel Stodle e licenciado sob a licença BSD.

A lista de equipamentos a seguir é para executar o Wi-Fi Liberator em um notebook da Apple, OSX 10.3 ou versão mais atual.

Lista de equipamentos

> Notebook Apple Mac OSX com Airport integrado, conectado à internet com endereço IP público;
> Adaptador de rede sem fio USB (testei com sucesso usando o adaptador Addlogix Wireless-G Network, mas qualquer Wi-Fi/USB compatível com OSX funcionará);
> O software Wi-Fi Liberator, instalado em cada máquina. (link para download: www.coin-operated.com/projects/liberator/Wifi_Liberator.dmg)

O software Wi-Fi Liberator pode ser executado em 2 modos – Proxy e Cliente.

Instruções para modo proxy

> Faça o download e instale o software Wi-Fi Liberator.
> Abra o software, escolha o modo “Proxy”.
> Deixe executar. Você também precisará executar um Proxy nessa máquina, como o Squid.

Instruções de modo Cliente

> Faça o download e instale o software Wi-Fi Liberator. Sistema operacional OSX 10.3 ou superior;
> Copie o software Liberator para a sua pasta Aplicativos. Dê um clique duplo para começar;
> Em Proxy Adress, digite o endereço do Proxy do computador;
> Em Destination Adress, digite “www.someURL.com’;
> Em Listen Port, digite “1234”;
> Em Destination Port, digite ‘80’;
> Conecte o cabo USB, instale os drivers, etc;
> Execute o software Liberator e conecte-se à rede fechada pelo cabo USB;
> Uma vez conectado, vá em Preferências do Sistema >> Compartilhamento >> internet;
> Escolha no menu “Compartilhar sua conexão de”: “Ethernet Adaptor (en4)”;
> Assinale “Para computadores usando Airport”;
> Clique em “Opções de Airport” e em baixo do nome da rede, digite: “Wifi Liberator”,?Canal: “Automático”. (Esse será seu nome de difusão SSID que os outros verão para se conectar.)
> Tenha certeza de que “Enable Encryption” não está marcado – clique em “OK”. Isso permitirá a você repartir sua conexão de Internet com outras máquinas quando elas se conectarem ao Wi-Fi Liberator;
> Feche “Preferências do Sistema”.
> Abra um navegador de internet e digite ‘localhost:1234’ como URL. Se tudo estiver funcionando, você terá acessado sua URL através do Wi-Fi Liberator;
> Você conseguiu! Parabéns! Continue dividindo sua conexão até que tenha que sair.

Descrição do Sistema

1. Uso por ponto fechado: usuários que já possuem contas ou contas pagas podem acessar a rede. Isso, normalmente, coloca um limite de tempo no seu uso, exigindo deles mais dinheiro ou códigos de acesso para se continuar usando a rede. Aqueles sem conta ou dinheiro suficiente para pagar pelo acesso não podem se conectar ao ponto.
2. Uso pelo Wi-Fi Liberator: o Liberator se conecta à rede usando o software e difunde, do computador, essa conexão em uma segunda interface sem fio com o SSID Wi-Fi Liberator. Os usuários podem, assim, se conectar ao ponto liberado, como eles poderiam em qualquer outro ponto de acesso livre.

Como citar este artigo

BRUCKER-COHEN, Jonah. Wi-fi liberator toolkit. PISEAGRAMA, Belo Horizonte, número 01, página 56 - 57, 2010.

Jonah Brucker-Cohen

Artista, escritor e pesquisador das possibilidades de subversão das experiências em rede. É co-fundador do DATA Group e vive em Nova York.
http://coin-operated.com
http://www.data.ie