POSSE 12

Margens Indomáveis

Texto de Anna Tsing
Lagoa do Ouro: Imaginário, desenhos em estêncil de Silvan Kälin

Poké’exa ûti

Texto de Luiz Henrique Eloy Terena
Produto de Genocídio, serigrafias de Paulo Nazareth

Rojeroky hina ha roike jevy tekohape

Texto de Tonico Benites
Hitupmã’ax, pinturas de Suely Maxakali e Isael Maxakali

Recipro- priedade

Texto de Alexandre Nodari
Mercadores, desenho da série de Jaime Lauriano

Viver com
nada

Texto de Wellington Cançado
Coisas que carrego comigo, pinturas de Selma Andrade

Somos da terra

Texto de Antônio Bispo dos Santos
Composição nº2, pintura da série de Abdias Nascimento

Senzala, terreiro, quilombo

Texto de N’Kise Muiandê e Makota Kidoiale
Jardim do Seu Neca, desenhos de Ana Rocha

Melhor que acessar

Texto de Roberto Andrés
Vaga, instalação de Tatiana Blass fotografada por Everton Ballardin

Meu corpo me pertence

Texto de Fernanda Regaldo
Sobre o aborto, fotografias de Laia Abril

Vidas Hipotecadas

Texto de Ada Colau e Adrià Alemany
Casas para não perder, desenhos de Clara Nubiola

Produzir Cidade

Texto de Raquel Rolnik
O que ficou, fotografias do coletivo Gringo

Clareira em obras

Texto de Thiago Magri Benucci
Ñoamu, desenhos de Poraco Yanomami

Arte Pública

Texto de Renata Marquez
Edifício Recife, série de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

Tratado

Série de Clara Ianni

Extra!

O trânsito das magre- linhas

Texto de Adriano Cirino

 

Altares do sacrifício

Texto de bell hooks
Ironia do policial negro (1981) e Liberais desprezíveis (1982), pinturas de Jean-Michel Basquiat.